Comportamento

Entenda a sua raiva e evite bater no amiguinho.

É natural que você já tenha ficado nervoso em determinadas situações da vida, contudo ter constantemente surtos de raiva poderá prejudicar sua saúde física e mental, e por consequência os seus relacionamentos.

A raiva descontrolada pode indicar diversos problemas como a falta de controle ou distúrbios mentais.

É importante aprender a controlar suas emoções e ficar calmo, não apenas para o seu bem mas também para o bem de todos que convivem com você.

Entender os sinais que o nosso corpo dá é um dos primeiros passos para aprender a controla-lo, haja vista que o sentimento de raiva além de psicológico é também  fisiológico, pois envolvem reações químicas no cérebro.

E uma dessas reações ocorrem com a liberação da Adrenalina.

A adrenalina é um hormônio produzido pelas glândulas supra renais que, dentre outras funções, prepara o corpo para uma ameaça, aumentando os batimentos cardíacos e melhorando seus sentidos.

Esse processo serve para um propósito biológico que seria o de lutar ou de fugir da ameaça detectada.

Dessa forma, toda vez que um sentimento de raiva lhe sobrevier, tente reparar em reações como o seu batimento cardíaco, por exemplo.

Lembra da prática do Mindfulness já comentada aqui no blog? Pois bem, foque nas reações do seu corpo no momento da raiva e reflita o que esta levando você a ter essas reações e como você pode controlá-las e assim evitar surtos.

É engraçado porque nesta semana passei por uma situação chata como esta no trabalho. Um colega meu e eu tivemos uma discursão. Não foi nada sério, acredito eu, até porque naquele mesmo dia à noite ele já estava me enviando memes pelo WhatsApp (risos).

Mas o sentimento que tive no momento da discursão foi de muita raiva. Lembro que eu queria simplesmente fulmina-lo.

Meu coração bateu mais acelerado e meu sangue ferveu, até que virei o jogo completamente no momento em que eu decidi ignora-lo, coloquei então os meus fones de ouvido e comecei a ouvir músicas que me relaxassem.

E foi nesse mesmo instante que eu refleti em toda aquela situação que eu acabei de passar, e reparando nos sinais que o meu corpo estava me enviando achei que tinha sido o melhor mesmo é ignora-lo, ou quem sabe hoje eu teria pego alguma suspensão por ter partido pra cima dele (risos).

Enfim, procure prestar mais atenção nos sinais que o seu corpo transmite em cada situação do dia.

E antes de partir para a briga (verbal ou física) reflita no motivo da sua raiva, pense se ela de fato tem um motivo real, pois no meu caso, conforme comentei anteriormente, não tinha.

As vezes colocar um fone de ouvido e se acalmar é melhor do que levar uma advertência ou uma possível demissão por justa causa (risos).

Escolha ser livre.”

 

4 comentários em “Entenda a sua raiva e evite bater no amiguinho.”

  1. Realmente é muito difícil você se controlar na hora, mas a saúde física e espiritual agradece essa pausa e reflexão! Agora tem um remédio muito bom para vencer a raiva e faz bem pra alma. Esse remédio é Deus.

    Curtir

Deixe uma resposta para Thiago Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s